Prospeção por Email - Os Seus Resultados Impressionam?


Uma das questões mais frequentes que empresários e comerciais me fazem, está relacionada com E-mails e como melhorar os rácios das respostas às mensagens que enviam.


Usado corretamente, o E-mail, tem um enorme poder de abrir portas, criar interações e gerar resultados. No entanto, o uso do e-mail também é uma boa desculpa para as pessoas que receiam interromper os seus prospects e não querem lidar com uma possível rejeição por telefone, como acontece muitas vezes no cold-calling. 


E-mail perfeito? Que garanta 100% de sucesso a maioria das vezes? Não. Tal como um cold call, os e-mails não solicitados são geralmente mal recebidos. No entanto, se a sua mensagem conseguir atrair a atenção no primeiro momento…se conseguir transmitir verdadeiro valor para o seu cliente no seu conteúdo…Se apelar à curiosidade através do assunto. Se encorajar alguma forma de ação. Assim sim, cria algo merecedor de grande interesse e certamente de uma resposta. 


Lembre-se que você é um estranho para o seu prospect e solicitar uma reunião por e-mail não é muito diferente de qualquer outra mensagem spam. A não ser que já conheça a pessoa ou esteja a dar seguimento a um voicemail, telefonar ou fazer um cold-call é a forma que continua a ser a mais eficaz de qualificar o seu prospect e começar um relacionamento profissional de valor para o seu possível cliente.


Tipicamente você tem cerca de três segundos para causar a impressão certa através de E-mail e evitar que o mesmo seja imediatamente apagado. 

O primeiro passo a dar é lembrar-se das principais razões pelas quais os E-mails são ignorados.


#1 O E-mail tem que chegar á caixa de entrada.


Há tantos filtros que podem impedir E-mails de chegarem aos olhos do seu prospect. Para prevenir que isso aconteça, tenha alguns fatores principais em mente:


• Evite mensagens com anexos, nomeadamente grandes;

• Evite colocar muitos links e/ou imagens (incluindo na própria assinatura), limitando o seu número para somente 1 link se necessário;

• Evite enviar E-mails “em massa”, ou seja, esta prospeção deve ser feita a uma pessoa de cada vez;

• Evite terminologias suspeitas, tais como: “Abra já”, “Grátis”, “100% Garantido'”, 'Ultima chance”, “Não perca”, “Só por um dia”, entre outras. Não use letras maiúsculas ou muitos pontos de exclamação.

• Evite mandar E-mails a pessoas diferentes dentro da mesma empresa ao mesmo tempo;

• Evite mandar muitos E-mails para a mesma pessoa. Para além de ser irritante, pode ser marcado como spam e afetar os e-mails que manda à empresa em geral, não só aqueles que manda a esse indivíduo.


#2 O e-mail precisa de ser aberto.


Executivos recebem em média cerca de 200 E-mails por dia (isto sem contar com as mensagens que recebem através da média social e telefone). O seu E-mail deve sobressair e ser apelativo suficientemente para despertar atenção e ser aberto.


Existem estratégias que aumentam a probabilidade do seu E-mail ser lido, como por exemplo: criar familiaridade com a sua empresa, marca ou nome; dar títulos interessantes ao E-mail; alinhar a mensagem com os interesses específicos do recipiente. Dar valor. 


Curiosamente, são dois os grandes erros que se fazem frequentemente:


• Não dizer como o cliente beneficia com a sua mensagem;

• Falar essencialmente da sua empresa, de como é fantástica ou a melhor do mundo numa coisa ou outra, e não do que é importante para o leitor. 


#3 O E-mail deve encorajar uma ação e converter.


Quanto mais sénior for o seu prospect mais cuidado e atenção deve dar à customização do seu E-mail, mas a regra geral é não precisar necessariamente de construir cada E-mail do começo, para cada pessoa. 


Existem fatores comuns entre pessoas com o mesmo cargo, dentro da mesma indústria ou mercado. Enfim o suficiente para criar uma mensagem pré-definida que depois pode ser mais facilmente personalizada à sua audiência. O segredo está no seu leitor sentir que a sua mensagem foi escrita só para ele/a.


Por fim, o seu e-mail deve convencer quem o vai ler que não demorará mais tempo do que tem disponível naquele momento.


O objetivo do seu E-mail, claramente pré-definido, deve justificar o tempo e a atenção que investe nestas mensagens. Os principais objetivos dos cold-call emails são:


• Marcar uma reunião;

• Qualificar um lead;

• Criar familiaridade;

• Introdução a um influenciador ou decisor;


Se os seus e-mails não despertam um destes comportamentos, reveja como poderá estar a comunicar. Enfim. Como em tudo, praticar e testar consistentemente fazem a perfeição.


Fique atento ao próximo artigo, o qual irá especificar um método eficaz, baseado em boas práticas internacionais, de forma a construir E-mails interessantes, relevantes, concisos, e diretos. Os quais oferecem o valor necessário para despertar a atenção do seu prospect.


Até lá, venda com valor.

33 views
CONTACTO

© 2017 Lead-Results  Developed by All Good Productions

Helga Saraiva-Stewart

Mafra Business Factory

Avenida Primeiro de Maio 1

Mafra 2640-455

Portugal​​

Tel: +351 939 313 187

 

helga@lead-results.com

  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon

I am consultora de vendes, and I specialise in internacional prospecção, workshops and prospecting excellence.

Subscrever as nossas newsletters